Adbox

Saque em dinheiro é limitado para prevenir crimes

LightBlog

Desde quarta-feira (27/12), quem precisar sacar valor igual ou superior a R$ 50 mil, em dinheiro, terá que seguir novas regras, destinadas a prevenis riscos como corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos.

A operação terá que ser informada ao banco com no mínimo três dias úteis de antecedência. Também será preciso fornecer dados adicionais sobre a transação, como os motivos da movimentação financeira. Até agora, a comunicação prévia ao banco era exigida apenas com um dia útil de antecedência e para valor igual ou maior que R$ 100 mil. 

As exigências constam da circular 3.839 do Banco Central, publicada em 30 de junho, cujo prazo para entrada em vigor foi de 180 dias. Ela também estabelece a padronização dos dados a serem incluídos em um formulário que será fornecido pelos bancos. Entre as informações exigidas, está a finalidade a ser dada ao valor sacado, além da identificação dos responsáveis e dos beneficiários do saque.

A mudança é fruto de uma das ações desenvolvidas pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla).

Fonte: Ministério da Justiça

0 Comentário(s):

    Ainda não há comentários.