Adbox

Uma lição de humildade

LightBlog

"Não classifico minhas derrotas, classifico minhas vitórias. As derrotas vem sempre para te ensinar algo, e você aprende muito mais perdendo do que ganhando. Me ensinou bastante como homem, a me comportar para a sociedade".

Palavras de Ronaldo Luiz Nazário, o atacante Ronaldo, do Corinthians, ao anunciar nesta segunda-feira o fim da sua carreira como jogador de futebol. Ao oficializar a aposentadoria, o “Fenômeno” estava emocionado, chorou e apontou o culpado pelo fim da carreira: o hipotireoidismo, disfunção no organismo causada pela produção insuficiente de hormônios da glândula tireóide, responsável pelo aumento de peso, que acarreta lesões. A doença foi descoberta em 2007, quando estava no Milan. Para controlar essa disfunção o maior artilheiro de todas as Copas do Mundo teria que tomar hormônios que no futebol seriam considerados doping. “Então muitos aqui devem estar arrependidos de terem feito chacota do meu peso, não guardo mágoa de ninguém, só queria explicar isso no último dia de minha carreira", declarou o jogador. Sem jogo de despedida agora, Ronaldo pediu desculpas por não ter conseguido ser campeão da Copa Libertadores e elogiou a torcida corintiana, afirmando: "Eu nunca vi uma torcida tão empolgante, tão apaixonante, tão entregue assim a um time de futebol, mesmo que em algumas vezes essa cobrança por resultados faz ela um pouco agressiva, fora do controle. Em outras entrevistas eu falei que não imaginava realmente ter vivido sem o Corinthians".Criticado e vítima de protestos de muitos torcedores após a eliminação precoce do Corinthians na Copa Libertadores 2011, o atacante Ronaldo recebeu uma  expressiva homenagem ao chegar ao centro de treinamento do clube. O Fenômeno viu de perto uma faixa levada por torcedores que exibia a seguinte frase: "Ronaldo Luiz Nazário: Fé, superação e esperança".

Fonte: estadao.com.br

0 Comentário(s):

    Ainda não há comentários.